sábado, 16 de setembro de 2017

|No Bolso do Contribuinte| Prefeitura quer aumentar e cobrar impostos e taxas fora da realidade socioeconômica da cidade

Comerciantes e cidadãos reunidos na terça-feira. Fotos: Clara Lima
     
    Nesta ultima terça-feira dia 12 de setembro, ás 19hs se reuniram na Câmara Municipal comerciantes e cidadãos afim de debater sobre o novo código tributário do município. A reunião contou apenas com a presença do vereador Anisthyn e a vereadora Sheyla representada por sua irmã, os demais vereadores não tiveram interesse de debater o projeto com a população. O código foi encaminhado pelo executivo sem consultar os comerciantes/população  e era pra ter sido aprovado em caráter de urgência no dia anterior (11/09), mas foi adiado a pedido do vereador aqui citado e de alguns cidadãos que estavam presentes a sessão. As pessoas que tiveram presente na reunião da terça-feira ficaram indignado com o que está proposto no código e irão lutar para que haja correções nos valores e aplicabilidade desta lei.
         Segundo o governo todos os municípios brasileiros estão obrigado a partir do dia 3 de outubro a estarem com seus códigos tributários atualizados, e que o código tributário de Paulo Jacinto  é de 1969.
         Após movimentação e revolta da população o governo se reunir com representantes da comunidade nesta sexta-feira (15/09) para então discutir alguns pontos. 
Sexta-feira (15/09). Foto: Vitor Menezes


         O Projeto de Lei nº 003/2017 de 1/09/2017 que tramita na Câmara Municipal de Paulo Jacinto "Que trata da criação do novo Código Tributário Municipal". Muitos impostos e taxas serão instituídos pela PREFEITURA e cobrados da população com valores abusivos, vejamos: alguns representam um aumento de até 60%, como é o caso da taxa de iluminação pública. O IPTU por exemplo, que tem como base de cálculo o valor venal do imóvel, terá aumento na alíquota.
         Os comerciantes, autônomos e cidadãos, também pagarão com acréscimo várias taxas: de licença e localização, fiscalização do funcionamento, de execução de obras e urbanização, exposição de publicidade nas vias e logradouros, vigilância sanitária, controle e fiscalização ambiental, a transmissão "intervivos" e etc...
         Os inadimplentes que se cuidem, pois, o nome irá para à Dívida Ativa do Município, através do CADIN e ainda haverá restrição cadastral no SPC E SERASA, conforme os artigos 78 à 81 da citada Lei.

         Compareça à sessão da Câmara Municipal, nesta segunda-feira (18)  a partir das 09:00 horas da manhã. Acompanhe o debate sobre o assunto e exerça sua cidadania para reivindicar seus direitos. Viva a democracia!!! O povo precisa saber com transparência tudo que integra esta Lei.

domingo, 3 de setembro de 2017

Dupla de Paulo Jacinto vence Copa de Futvôlei do Governo Presente

       O primeiro dia da 7ª edição do Governo Presente foi de muito esporte na cidade de Atalaia. O Governo de Alagoas, por meio da Secretaria de Estado do Esporte, Lazer e Juventude (Selaj), promoveu a primeira edição da Copa de Futvôlei Governo Presente.


         A competição contou com a presença do ex-jogador e secretário municipal de Esportes de Atalaia, Aloísio Chulapa, e Fábio Alves, o Bello, um dos melhores jogadores da modalidade. O título ficou com a dupla formada por atletas da cidade de Paulo Jacinto.
         Conhecido nacionalmente, Aloísio Chulapa estava literalmente ‘em casa’ e comemorou a realização do evento. “Bom demais ver a turma do esporte toda aqui na nossa Atalaia. Eu, como secretário, estou vendo o outro lado do esporte e reconheço ainda mais a importância de eventos como esse”, afirmou.
         Indicado por Aloísio Chulapa e convidado pela Selaj, Bello também engrandeceu a competição. “Tenho uma amizade muito boa e não pensei duas vezes quando o Aloísio e a organização do evento me convidaram. Nossa modalidade tem crescido muito e é importante promover o nosso esporte e ver os mais jovens mostrando tanta habilidade e pensamento de seguir no futevôlei”, disse.
         O superintendente de Esporte, Lazer, Rendimento e Inclusão Social da Selaj, Wagno Godez comemorou a participação das estrelas, dos atletas e do público. “Fizemos o convite e as pessoas compraram a ideia. Foi importante demais a interação do Aloísio e do Bello com os atletas e a torcida. Importante destacar também a participação da Federação Alagoana dde Futvôlei, que deu todo suporte para a realização do evento”, avaliou.
         A Copa de Futvôlei Governo Presente em Atalaia contou com a participação de 12 duplas das cidades que compõem a região da Zona da Mata e Vale do Paraíba, como Capela, Cajueiro, Chã Preta, Paulo Jacinto e Viçosa, além dos representantes da casa.
         Ao todo foram 14 jogos e, para a grande final, classificaram-se as duplas de Atalaia, formada por Humberto e Allan, e Paulo Jacinto, com Genilson e José Carlos. Após uma disputa acirrada, a dupla da cidade de Paulo Jacinto ficou com o título de campeã.


         A secretária de Estado do Esporte, Lazer e Juventude, Claudia Petuba, destacou a importância da competição e as presenças de destaque. “Há alguns meses estamos planejando essa competição, e sabíamos que teria uma grande procura. Mas, é claro, que as presenças do Aloísio e do Bello engrandecem demais o evento. Nós, da Selaj, temos como meta fomentar o esporte em todo o Estado, tanto no rendimento, quanto na inclusão social, seguindo as recomendações do nosso governador Renan Filho, que, além de gestor, é um grande apaixonado pelo esporte”, completou.

Fonte: Secretaria de Estado do Esporte, Lazer e Juventude - SELAJ 

quarta-feira, 12 de julho de 2017

|PJ EM FOCO| Paulojacintense irá representar Alagoas no 12º CBFD - Campeonato Brasileiro de Futebol Virtual e Digital

        O campeonato alagoano foi realizado no dia 09/07/2017 onde participaram 128 cyber atletas. O campeonato teve duração de 13 horas, Robério Santos enfrentou jogadores bastantes experientes e favoritos a ganhar ao título alagoano , onde acabou vencendo o Roberto nas quartas de finais e ao Daywid nas semi-finais e na grande final , acabou ganhando do conterrâneo Sávio Lima, que treinavam juntos há tempos, o placar foi de 2-1 .


         Era um sonho de Roberio desde criança ser campeão alagoano . Agora irá representar o Estado em Brasília no Campeonato Brasileiro nos dias 23-24 de setembro de 2017.

Robério: "- Quero agradecer a todos os amigos de treinos : Felipe Pedrosa, ao meu professor Genilson que me ensinou a jogar games e ao mestre Hakab e ao parceiro Jean. A sensação de ser campeão do meu Estado é algo inexplicável. Agora irei dar continuidade aos meus treinos para tentar colher mais frutos no brasileiro deste ano."


Mais em: http://www.tribunahoje.com/noticia/215624/esporte/2017/07/12/campeo-alagoano-de-futebol-digital-se-prepara-para-competico-nacional.html

segunda-feira, 10 de julho de 2017

Boa noticia! Os 12 milhões dos precatórios do fundef serão desbloqueados e entraram no cofre da prefeitura neste dia 12/07.

      Dinheiro dos precatórios foram liberados, 12 milhões de reais entraram nos cofres da prefeitura para o governo municipal trabalhar pelo povo e pela cidade.          

         Essa ação do fundef é oriunda desde o mandato da então prefeita Elma Sales há 20 anos atrás. O valor da liberação tramita na Justiça Federal  e a liminar do Tribunal de Justiça de Alagoas,  o dinheiro que estava "perdido" e agora a União irá repassa a Paulo Jacinto será muito bem vindo, pois a cidade vive um momento de retrocesso e sofre com a falta de estrutura e qualidade de vida, um comercio parado, falido, a cidade não gera renda e muito menos emprego para minimamente viver.
         O montante é oriundo de ações movidas pelos municípios contra a União, por meio do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (Fundef), durante o período de 1998 a 2007.


         Paulo Jacinto receberá aproximadamente 12 milhões de precatórios do "FUNDEF", logicamente que esse montante terá um grande impacto na economia da nossa cidade, minimizando as injustiças que foram cometidas ao longo desses anos com os professores e o pessoal de apoio da EDUCAÇÃO.
         Os servidores da educação entrou com um processo para bloquear o valor 60% do precatório do Fundef e assim ter direito ao rateio, foi concedida uma liminar onde os professores tem direto ao montante e o resultado já saiu.

O que daria para fazer com 12 milhões numa cidade pequena como nossa?


veja mais: http://terradobailedachita.blogspot.com.br/2016/09/repasse-milionario-precatorio-do-fundef.html - Repasse milionário: Precatório do Fundef, montante é oriundo de ações do fundo movidas entre 1998 e 2007. 

Ricardo Mota:  http://blog.tnh1.com.br/ricardomota/2017/07/11/41-prefeituras-de-alagoas-vao-receber-mais-de-r-1-bi-de-precatorios-do-fundef-nesta-quarta/


Veja o documento completo no nosso grupo de whatsapp


|PJ EM FOCO| Paulojacintense foi reconhecido e premiado




O Prêmio José Marques de Melo de Jornalismo em Ciência, Tecnologia e Inovação de Alagoas tem como objetivo sensibilizar e fomentar a produção jornalística de trabalhos que retratem a importância da ciência, tecnologia e inovação na sociedade e valorizar iniciativas nesta área. O fornecimento de instrumentos aos cidadãos para tomada de decisões em assuntos de interesse público é imprescindível, uma vez que o impacto da produção científica e tecnológica afeta diretamente as pessoas.O Prêmio de Jornalismo Científico é uma iniciativa da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação e da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas. Tem a coparticipação do Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Alagoas (Sindjornal) e conta com o patrocínio do Condomínio Maceió Shopping.
         O Prêmio homenageará um dos ícones do Jornalismo e Comunicação no Brasil: José Marques de Melo. Nascido em Palmeira dos Índios (Alagoas), é jornalista, professor universitário, pesquisador científico e consultor acadêmico. Foi o primeiro Doutor em Jornalismo titulado por universidade brasileira (1973) e Docente-fundador da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP).
         Atualmente é docente do Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social da Universidade Metodista de São Paulo, sendo Titular da Cátedra Unesco de Comunicação para o Desenvolvimento Regional e Diretor-responsável da Revista Brasileira de Ciências da Comunicação. O homenageado é autor de dezenas de livros de jornalismo e comunicação que se tornaram referência para a área.
         Está foi a primeira edição do prêmio e premiou as melhores reportagens na área da ciência, tecnologia e inovação de Alagoas.
         Entre os jornalistas premiados está o Paulojacintense Lucas França, que conquistou dois troféus. Na categoria Jornalismo Impresso/Texto ele conquistou a terceira colocação com a reportagem “Aplicativo promove acesso à cultura para deficientes visuais”, publicada no jornal Tribuna Independente. Já na categoria Webjornalismo, Lucas ficou com a segunda colocação com a reportagem “Farmácia Viva: Ufal e sabedoria popular unem-se em prol da saúde da população”. publicada no portal Tribuna Hoje.

         Esses são os primeiros prêmios como profissional (jornalista por formação) na carreira do jovem. Formado há pouco mais de dois anos. O jornalista já se destaca nas premiações do jornalismo alagoano.

Como uma fênix que renasce das cinzas a Só Capim Canela voltou

Após 16 anos do seu surgimento, o grupo que foi o orgulho da cultura paulojacintense na primeira década dos anos 2000, a Quadrilha Junina Só capim Canela arrastou um grande público para apresentação de reencontro dos membros que aconteceu por volta das 19hs do dia 1 de julho de 2017. A concentração foi na Escola Estadual Deputado José Medeiro berço da sua criança e desfilou pelas principais ruas da cidade onde chamou a atenção de todos.  A praça multieventos no centro da cidade ficou lotada com o público que foi prestigiar a apresentação do grupo junino. Muitas pessoas  ligaram o aparelho celular para gravar e fotografar a apresentação.
         A apresentação prendeu a atenção dos que estavam presente na praça, crianças, jovens, adultos, idosos e alguns autoridades e patrocinadores marcaram presença; foi um bela apresentação.
         Na composição houve um encontro de gerações onde vários componentes de outras edições da quadrilha participaram, desta vez se reunião para arrastá pé mães, filhas, filhos, tios, irmãos e até mesmo pessoas que vieram especial da capital só para participar da apresentação.
         A quadrilha fez uma homenagem aos eternos amigos que se foram; Marciléia Oliveira,  Aline Correia, Cristiano (magão) e Felipão.
         Ao termino da apresentação o grupo foi bastante aplaudido e logo se dirigiram ao espaço do Mimi (Profº Edmilson da RD) para se apresentarem novamente e confraternizarem entre si.
         Foi com o apoio de amigos e patrocínio de algumas pessoas da comunidade e também autoridades que o grupo realizou a apresentação, mostrando a capacidade e o potencial que nossa população tem, só falta incentivo e investimento em cultura, esporte e demais áreas para os nossos jovens, para nossa gente.
         Para Milton Pedro foi muito bom receber o carinho dos paulojacintenses, o mesmo se disse surpreso  "não imaginei que a nossa JUNINA CAPIM CANELA arrasta-se tanta gente para Praça naquele dia frio e chuvoso; muito feliz por tudo..SÓ tenho a agradecer aos antigos e novos componentes e aos amigos paulojacintenses pelo apoio."
         O está confirmado como uma das atrações da Festa da Chita e se apresentaram mais uma vez em praça pública para a alegria dos fãs da QJSCC.


























         

domingo, 18 de junho de 2017

|RESULTADO DA ENQUETE| Quem você acham que dever ser a rainha do Baile da Chita ano 2017? Sugira também a sua!

         131 pessoas deram sua opinião. Agradecemos a participação de todos!
         Mais uma vez ressaltamos que a enquete foi independe da eleição oficial do clube. Aqui foi um espaço para que todos (a população) pudesse expressar sua opinião. *Não tem nem um vinculo com CRPJ* Os nomes das moças na enquete foram sugeridos e/ou citados pelas rede sociais. As meninas que foram citadas na esquete sintam-se homenageadas por nossas páginas e a população, pois foram conferido a vocês carisma, beleza, simpatia e outros tantos adjetivos independente de serem ou não candidatas ao concurso. Vocês representam a beleza da mulher paulojacintense.
A enquete foi a seguinte:

|ENQUETE| Quem você acham que dever ser a rainha do Baile da Chita ano 2017? Sugira também a sua!
A contagem regressiva para a rainha do baile da chita já começou. E esse ano a escolha vai ser diferente. Todas as jovens da cidade entre 15 a 18 anos podem se inscrever e a escolha da eleita será feita pelos sócios do CRPJ. As indicações e campanha nas redes sociais já começaram e alguns nomes já surgiram... Veja um pouco do histórico do baile da chita em nosso blog clicando no link http://terradobailedachita.blogspot.com.br/
- Os participantes precisarão fazer login no Google.
- Os participantes receberão por e-mail uma copia de sua resposta.


quarta-feira, 14 de junho de 2017

|ENQUETE| Quem você acham que dever ser a rainha do Baile da Chita ano 2017? Sugira também a sua!

           A contagem regressiva para a rainha do baile da chita já começou. E esse ano a escolha vai ser diferente. Todas as jovens da cidade entre 15 a 18 anos podem se inscrever e a escolha da eleita será feita pelos sócios do CRPJ. As indicações e campanha nas redes sociais já começaram e alguns nomes já surgiram... Veja um pouco do histórico do baile da chita em nosso blog clicando no link http://terradobailedachita.blogspot.com.br/
- Os participantes precisarão fazer login no Google.
- Os participantes receberão por e-mail uma copia de sua resposta.
       Obs.: A enquete continua na rede. Mas uma vez destacamos que é uma enquete independe da eleição oficial do clube. Aqui é um espaço para que todos (a população) possam expressar sua opinião. *Não tem nem um vinculo com CRPJ* Os nomes das moças na enquete foram sugeridos e/ou citados pelas rede sociais.
Link da enquete - https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSf-36kr6aywbOzwPdd2491be53fvbqJhfujWE-4LgA7JSBPUA/viewform


         Destacando - As meninas que foram citadas na esquete sintam-se homenageadas por nossas páginas e a população, pois foram conferido a vocês carisma, beleza, simpatia e outros tantos adjetivos independente de serem ou não candidatas ao concurso vocês representam a beleza da mulher paulojacintense. 

quarta-feira, 7 de junho de 2017

CRPJ ABRE INSCRIÇÃO PARA RAINHA DO BAILE DA CHITA 2017

           CRPJ comunica a população e a todas as meninas de Paulo Jacinto de 15 e 18 anos de idade que as inscrições para o concurso de escolha da Rainha da Chita 2017 estão abertas.
Esse ano a inscrição da rainha da chita vai ser feita pela internet. 
         O CRPJ que a décadas vem realizando o Baile da Chita informou que a escolha da rainha fica por conta dos sócios que estiverem em dia com suas responsabilidades para com o CLUBE.
         As candidatas têm que ser naturais de Paulo Jacinto, ou não, desde que residam na cidade e a inscrição fica sujeita a análise da diretoria para possível comprovação.
         Após a inscrição as candidatas selecionadas serão comunicadas para a possível aprovação dos pais ou responsável.
Faça a inscrição no link abaixo:
https://www.facebook.com/images/emoji.php/v9/f4f/1/16/1f447.png👇

https://fleury38563.wixsite.com/rainha-da-chita-2017




domingo, 4 de junho de 2017

Baile da Chita: Identidade Cultural de Paulo Jacinto

         A festa acontece em julho, segundo informações não oficias o baile será no dia 29.  A programação ainda não foi divulgada e nem como será feito a escolha da nova rainha; A comunidade espera que esse ano a tradição seja seguida de fato e que a jovem escolhida de fato esteja dentro dos requisitos que o próprio estatuto da festa diz.
         Com informações dos Jornalistas Lucas França e Roberison Xavier retiradas do Trabalho de Conclusão de Curso – TCC intitulado: Baile da Chita; um registro de Memória
         A identidade de um povo, a maneira que ele enxerga a si próprio é a maior e mais poderosa referência, essas características carregam e moldam os vários aspectos de uma sociedade sejam nos âmbitos político, social e cultural. Sobretudo, quando essas referências se unem para o mesmo propósito, ou seja, quando um agrupamento social começa a compartilhar o mesmo ideal e desenvolvem juntos um referencial da localidade.
         Foi pensando assim que os moradores da antiga Vila de Paulo Jacinto iniciaram no início da década de 1950, quando a vila estava em constante crescimento, uma série de mudanças no local. Eles viram a necessidade de não mais pertencer a outro município. Já que estavam crescendo economicamente para os padrões da época, queriam caminhar independentes. Os mais influentes do local se reuniram para discutir a possibilidade da independência da Vila. Daí tiveram um objetivo em comum surgindo a proposta para se organizar um baile, para arrecadar recursos financeiros e custear um advogado que lutaria na Justiça pela emancipação da vila.
         A representante do grupo Josefa Barbosa ou “Zefina festeira”, como era conhecida, propôs uma festa após as comemorações juninas, que logo foi aceita por todos. A partir de então começou o planejamento. A primeira indagação foi referente ao nome para o evento, que ganhou grande influência da produção industrial do algodão, pelo tecido em destaque na época: a Chita. O pano era o mais comercializado na região e também pela referência à festa junina, com estampas coloridas e florais.
         Durante alguns encontros, o grupo aprimorou e deu origem a outras propostas, dando mais visibilidade a festa, que passava a ter uma identidade cultural para a história daquela região.

MUSICALIDADE

         Além da criação do referido baile, nasceu também outra ideia que envolvia a musicalidade daquela época, Luiz Gonzaga e seu parceiro Humberto Teixeira estavam fazendo sucesso com a composição Propriá, que carinhosamente ficou conhecida como Rosinha de Propriá pelos paulojacintenses, por se tornar a chamadinha de abertura do evento. Um momento histórico foi à chegada de Luiz Gonzaga a Paulo Jacinto por convite do senhor José Aurino de Barros na época prefeito nomeado em 1953, Luiz Gonzaga estava de passagem pela região Nordeste e ao saber que sua música era considerada a chamada de abertura do baile, em agradecimento ele fez questão de realizar uma festa na cidade já emancipada. E até hoje a música Propriá, ainda é tocada pelas bandas e orquestras convidadas, tanto na abertura do baile como no fim.

ESCOLHA DAS RAINHAS
        
         Daí foram surgindo outras propostas bacanas para o evento como a escolha da Rainha do Baile, uma jovem que represente a festa e a cidade (antes ainda Vila), até a realização de mais uma edição. No início a escolha era feita a partir da venda de rifas, e a jovem que vendesse mais bilhetes recebia o título de rainha. Atualmente, por não tratar mais de arrecadação, ora necessária na época da criação, a jovem precisa obedecer a requisitos propostos pelos organizadores, entre eles o de ter nascido na cidade e passar por uma banca julgadora antes de ser eleita.   Além desses requisitos existem outros como ter idade entre 15 a 18 anos, ser da cidade ou morar no mínimo há um ano no município, “ter boa conduta” e ser sócia do clube.
         O formato da escolha da rainha do baile, até hoje causa algumas polêmicas e boatos na cidade. E isso porque, os atuais organizadores do evento foram mudando a maneira de escolher a candidata e deixando a tradição de lado. Antes por se tratar de arrecadação de dinheiro, as candidatas eram escolhidas entre as moças mais bonitas da Vila, elas recebiam rifas e vendiam, a que arrecadasse mais era a eleita (o formato fazia referência a rainha do milho dos festejos juninos). Depois de emancipada, a escolha passou a ser pelo voto direto público do evento.    A rainha era escolhida durante a festa pelo voto direto do público que apontavam as mais belas e bem vestidas e a mais aplaudida era a eleita. Essa tradição também se perdeu com a modernização e surgiu uma outra, a rainha era indicada pelos diretores do clube, cerca de 4 moças da comunidade e sócias do clube. Elas eram convidadas como candidatas e se preparavam para no dia do evento se apresentar e o público aplaudia a que mais lhes chamassem atenção. Outro formato atual foi a realização de desfile com algumas jovens e uma banca de jurados vindos de fora que não tivesse nenhum contato direto com as jovens votavam e daí surgia a rainha.
         Existiu várias maneiras de escolha que faz parte da tradição do evento, no entanto atualmente a escolha é feita sem a participação da comunidade, o que deixa a tradição a se perder de vista e a população sem poder participar diretamente da cultura. Hoje a presidência do clube sem a participação da comunidade escolhe a rainha e ela já é apresentada como tal, mesmo que não seja a preferência da maioria, deixando as demais jovens sem poder participar do processo cultural.
         O que define a rainha atualmente é simplesmente o poder aquisitivo que sua família tem ou pelas amizades que os pais têm com os diretores do clube, o que vem deixando a comunidade indignada.
         Em 2016, a escolha da rainha gerou uma série de boatos e confusões na cidade, justamente por esse formato, a comunidade apenas pediu para a tradição ser seguida e a escolha ser aberta. Entre os comentários nas redes sociais um internauta disse; “na cidade temos muitas jovens bonitas e que merecem ter a chance de participar do baile e ao menos ter a chance de ser candidata a rainha. As jovens que estão sendo excluídas têm todas as características e requisitos para tal, porque não fazer a escolha como antes, com desfile, com a participação do público ou até mesmo fazendo a escolha de 3 a 4 moças para se apresentarem no dia do baile e lá ser a apresentada a escolhida”, comentou e indagou um morador da cidade.
         Os diretores do Clube disseram na época das polêmicas nas redes sócias que eles estavam apenas seguindo o estatuto do evento. No entanto, os boatos era que a escolha foi feita por pedidos e influência da classe social.
         Este ano, o baile da Chita já tem data marcada, segundo informações não oficiais, a festa deve acontecer no dia 29 de julho. Até o momento a organização do evento não passou detalhes sobre a festa e nem como vai ser o processo de escolha da rainha. Será que vão seguir a mesma linha do ano anterior ou vai abrir para demais jovens? Será que a tradição vai ser resgatada ou vai continuar sendo feito como os diretores do clube querem fazer? A população vai ser ouvida? Vai participar do processo cultural, da identidade da região ou simplesmente vai ser ignorada mais uma vez?
         Estaremos aguardando ansiosamente pela festa que já está há mais de seis décadas no nosso calendário cultural e esperamos que o processo seja feito de acordo com a tradição. Que o resgate cultural do Patrimônio Cultural Histórico do Nosso Estado seja cumprido.

BAILE DA CHITA; UM REGISTRO DE MEMÓRIA
      
         Existem várias versões sobre a história do baile da Chita, mas nas pesquisas para o Trabalho de Conclusão de Curso - TCC: Baile da Chita, um registro de memória, de autoria dos jornalistas Lucas França e Roberison Xavier, consta que durante esses anos a festa deixou de ser realizada em apenas um ano. No ano de 1978, por causa da morte do então prefeito da cidade José Correia Fontan, Já em 1989, depois de uma forte enchente que inundou a cidade semanas antes da festa, o baile foi adiado e realizado no mês de setembro. Outra inundação, no ano de 2010, adiou a edição mais uma vez. Apesar da tragédia a população não deixou de realizar a tradicional festa.  Em 2014, também não houve o baile da Chita em ambiente fechado, como manda a tradição, mas foi realizado na praça central da cidade, aberto ao público e como a rainha já havia sido escolhida ela foi apresentada durante a comemoração na Praça de Eventos Zefinha Barbosa.

         Esse projeto dos jornalistas fica agora como um documento que consta a história do baile e suas referências. No documentário e na parte escrita do trabalho, há relatos de moradores, frequentadores do baile, parentes dos organizadores, eternas rainhas, jornalistas e da comunidade, é necessário agora apenas ir incluindo os nomes das futuras rainhas e possíveis mudanças na organização da festa.

sábado, 20 de maio de 2017

A desvalorização e decadência cultural: A Cultura não é o mesmo que foi no passado.

     Quando foi extinta a casa da cultura, a casa da memória paulojacintense há pouco mais de 10 anos, a cultura paulojacintense entrou em colapso,numa profunda decadência. Temos uma Secult - Secretaria de Cultura que não funciona. Mas onde é aplicado as verbas destinado a essa pasta do município? Se não temos cultura, nem se quer mesmo um grupo folclórico.   
     Segundo informações da Secult - Secretária de Cultura, as organizações do 65º Baile e Festa da Chita já estão no período de pré-produção. Um evento que é o símbolo cultural da nossa cidade, já levou o nome de PJ aos quatro cantos do Estado e até mesmo do País entrou em decadência, nossa cultura não avança e nossa historia se perde no tempo, mesmo este ter sido elevado a categoria de Patrimônio Imaterial, Histórico, Artístico e Cultural do estado de Alagoas em 2015.
         Há muito tempo não se ver atrações em nível nacional em uma festa de mais de meio século; um senhor, O Baile da Chita com seus 65 anos que já chamou a atenção da região e movimentou a economia. Destacando que eventos da região que não tem 1/6 da idade do nosso evento conta todos os anos com pelo menos uma atração de nível nacional. como  Mas para onde mesmo vão os recursos e verbas da cultura de PJ?  

domingo, 30 de abril de 2017

PJ WHATSAPP! Onde a comunicação e informação é veloz.

AQUI VAMOS REUNIR NOSSAS  PÁGINAS EM SÓ ESPAÇO  (O GRUPO PAULOJACINTENSES DO FACEBOOK, NOSSA FAN PAGE, NOSSO PERFIL NO FACEBOOK, BEM COMO NOSSO BLOG).         

         Hoje em dia todo mundo participa de grupos, seja o da família ou da faculdade.
             O problema não é participar, e sim como você se comporta nele.
         Já que as pessoas tendem a fazer deles algo chato e as vezes irritante, mudando o foco inicial de uso.
         Daí vale a pena seguir (ou tentar seguir) algumas dessas regras para que a convivência grupal se torne harmônica… ou que não usem a função (amém!!) silenciar por um ano do grupo.
         Segue então algumas regras de ‘convivência’ que valem ser compartilhadas:

1 – Este Grupo é exclusivamente para uso de assuntos de relevância e interesse para o grupo e referente a cidade; (Debater assuntos (respeitando a opinião de todos), TROCAR E DIVULGAR INFORMAÇÕES VERÍDICAS, divulgar trabalhos, até mesmo vender, trocar, anunciar (SEM FLOOD, sem superlotar o grupo de material)...

2- Tudo de uma vez:  Sem flood (manda mensagem em sequência, desesperadamente) Modere a ansiedade. Ninguém. Merece. Uma. Palavra. A. Cada. Mensagem. Ou a culpa será sua de silenciarem o grupo;
3– Evite postar mensagens com conteúdo de brincadeiras, piadas, racismo, preconceito, pornografia, assédio, correntes, coisas desnecessárias e inconveniente... ((usuários que fizerem isso estão sujeitos a exclusão do grupo);
4 – Tente sempre enviar mensagens mais curtas possíveis;
5-Tentar enviar o menor número possível de mensagens;
6- Tentar postar conteúdos em horário comercial;


7. Evite áudios: É inconveniente escutar vários áudios seguidos. Voz só em ultimo caso ou urgência.
8 - Antes de postar, releia e analise se o conteúdo:
a. Não ofende algum dos membros do grupo;
b. Tem relevância e interesse para o grupo;
c. Se o conteúdo tem procedência, só poste se você pode defender a autenticidade do assunto, consulte fontes seguras;
d. Seja propositivo, não faça críticas desnecessárias;
e. Se precisar chamar a atenção de alguém, faça com mensagens privadas, direto para os responsáveis;
f. Evite “ser chato”;
9 - Esse é um grupo para todos (todo mundo é super bem vindo aqui)

Direitos dos usuários:

1 - Ninguém está obrigado a permanecer no Grupo;
2 - Caso se sinta ofendido com algum conteúdo, notificar o ato ao administrador do Grupo, para que o mesmo tome as devidas providências;
3 - Problemas de comunicação ou relacionamento pessoal entre os usuários não devem ser comentados em público, muito menos em mensagens do Grupo;
4 - Todos têm direito de manifestar descontentamento com a utilização, mas isto deve ser feito diretamente ao administrador do Grupo;
5 - Somente o administrador do Grupo poderá autorizar a exclusão de usuários;
Se você concordar com o descrito acima, seja muito bem vindo ao grupo!!
NOSSAS PÁGINAS  TEM COMO OBJETIVO TORNAR ESTE GRUPO NECESSÁRIO, UM AMBIENTE  E SEMPRE POSITIVO PARA TODOS!
IREMOS SEMPRE ESTIMULAR O LADO POSITIVO!!!

Lembre-se:
“Elogie em público e critique em particular”.
Se ‘orkutizar’ o grupo, vamos perder participação ou, no mínimo, qualidade na utilização do mesmo.

Somos todos seres humanos, fazemos coisas certas e coisas erradas. Para viver em grupo, precisamos saber conviver com as falhas dos outros, e aceitar os outros como eles são. Vamos nos concentrar em aproveitar o que cada um pode oferecer de bom para o grupo e neutralizar o lado negativo.

quinta-feira, 27 de abril de 2017

PREFEITO RECONHECE QUE A CIDADE CRESCEU, MAS NÃO EVOLUIU

       O mesmo destacou  que a ETA (Estação de Tratamento de Água) ficou obsoleta e que o que falta a CASAL é recurso (4 milhões) para o sistema abastecimento, mas vejam só, segundo o jornal Tribuna independente (desta ultima terça-feira 25/04/2017),  o superávit (ou seja entrou mais dinheiro na empresa do que saiu) da Casal possibilita investimentos de R$ 25 milhões em Arapiraca. O Anúncio foi feito pelo então governador Renan Filho ao destacar que empresa vive momento histórico, sendo assim a empresa vai bem. Confirme a informação sobre o superávit no link (http://www.tribunahoje.com/noticia/208865/interior/2017/04/25/superavit-da-casal-possibilita-investimentos-de-r-25-milhes-em-arapiraca.html)
Vejamos alguns pontos:
- Se a CASAL vive um momento bom e irá investir 25 milhões em Arapiraca, porque não investir os míseros 4 milhões que PJ precisa. (Nossos políticos como representante do povo deveria cobrar. Não? ou a população fazer um abaixo assinado cobrando da empresa
-  Hoje a taxa de água está em tono de 42,00 reais. Quantos domicílios há em PJ? E o Residencial Santa Inês (442 domicílios) ainda paga 100% de esgoto;
- Segundo informações a CASAL arrecada em PJ de 80 a 105 mil reais por mês com o pagamento da conta de água pela população do município; e quanto a mesma gasta? Acreditasse que pouquíssimo.
- Segundo as palavras do prefeito na reportagem para não desprezar água a cidade  terá que continuar recebendo essa água. Mas água que sai da torneira não é de graça é pago. Então a empresa que usasse como quisesse a água e fornecesse nem que seja por meio de carros-pipa uma água de qualidade;
- O Sistema de Abastecimento (O ETA -Estação de Tratamento de Água e Barragem) de água de PJ é da década de 70, sendo assim há mais de 40 anos;
- Quando foi montado o Sistema de abastecimento há 40 anos atrás a população era menor e nem todos os domicílios tinha água canalizada. Hoje a população aumentou e a vila são francisco passou também recebe água do sistema, só que não teve uma planejamento por parte dos responsáveis e a cidade vive esse colapso nessa área;
- A CASAL sabe quanto a população consome de água por dia, mês e ano, quanto o sistema comporta de água armazenada e quanto tempo o mesmo cheio dá pra abastecer a cidade. Então dá para fazer uma analise se é preciso ampliar o sistema, furar poços artesianos, basta fazer uma analise não é difícil.
- Por quanto tempo o sistema é consegue de abastecer toda cidade? O A reservatório de água tratada, menos de 1h;

-  Não seria hora de fazer um abaixo assinado e cobra investimento da CASAL ou até mesmo levar a câmara municipal  outro abaixo assinado com a proposta de uma sistema independe de abastecimento e que faça valer o dinheiro que é pago todos os meses a casal?    

terça-feira, 25 de abril de 2017

INDIGNAÇÃO: A ÁGUA QUE SAI DA TORNEIRA NÃO É DE GRAÇA


Cidadãos/Clientes indignados com o serviço prestado pela CASAL. E não é a primeira vez!
#SistemaDeAbastecimentoIndepedente #PorUmServiçoDeQualidade
            Quanto a CASAL tem arrecadado por mês em PJ? Quanto ela gasta pra manter o serviço? Cadê ampliar do reservatório (caixa d'água) e talvez mesmo da barragem? Não seria o caso de implantar um sistema de abastecimento independente ou contratado pela prefeitura?
            Agora imagina muitas pessoas que só tem essa água pra beber, cozinhar e tomar banho. E olhem que nem pra tomar banho está apropriada. Daqui a pouco o hospital estará cheio de pessoas com problemas de saúde devido à água de má qualidade. Se tornará também um problema de saúde pública. Os paulojacintenses merecem respeito, serem tratados com dignidade.
            Com a palavra o Sr. Prefeito e  vereadores. Autoridades, se pronunciem, defendam o povo, pois o povo paga, e paga caro pra receber um serviço de péssima qualidade. CASAL, mais respeito com a população e moradores do santa Inês que ainda pagam taxa de esgoto absurdo por um serviço que deixa muito a desejar. População vamos nos unir e cobrar nossos direitos!
            A cidade cresceu, mas não evoluiu. Crescer não é evoluir, crescer é ficar maior. Evoluir é ficar melhor... Quando farão uma PJ melhor e mais digna para todo? Quando sairemos desse atraso de décadas? Uma PJ melhor é possível!

#ForaCasal #SistemaDeAbastecimentoProprio #MaisRespeito