segunda-feira, 10 de julho de 2017

|PJ EM FOCO| Paulojacintense foi reconhecido e premiado




O Prêmio José Marques de Melo de Jornalismo em Ciência, Tecnologia e Inovação de Alagoas tem como objetivo sensibilizar e fomentar a produção jornalística de trabalhos que retratem a importância da ciência, tecnologia e inovação na sociedade e valorizar iniciativas nesta área. O fornecimento de instrumentos aos cidadãos para tomada de decisões em assuntos de interesse público é imprescindível, uma vez que o impacto da produção científica e tecnológica afeta diretamente as pessoas.O Prêmio de Jornalismo Científico é uma iniciativa da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação e da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas. Tem a coparticipação do Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Alagoas (Sindjornal) e conta com o patrocínio do Condomínio Maceió Shopping.
         O Prêmio homenageará um dos ícones do Jornalismo e Comunicação no Brasil: José Marques de Melo. Nascido em Palmeira dos Índios (Alagoas), é jornalista, professor universitário, pesquisador científico e consultor acadêmico. Foi o primeiro Doutor em Jornalismo titulado por universidade brasileira (1973) e Docente-fundador da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP).
         Atualmente é docente do Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social da Universidade Metodista de São Paulo, sendo Titular da Cátedra Unesco de Comunicação para o Desenvolvimento Regional e Diretor-responsável da Revista Brasileira de Ciências da Comunicação. O homenageado é autor de dezenas de livros de jornalismo e comunicação que se tornaram referência para a área.
         Está foi a primeira edição do prêmio e premiou as melhores reportagens na área da ciência, tecnologia e inovação de Alagoas.
         Entre os jornalistas premiados está o Paulojacintense Lucas França, que conquistou dois troféus. Na categoria Jornalismo Impresso/Texto ele conquistou a terceira colocação com a reportagem “Aplicativo promove acesso à cultura para deficientes visuais”, publicada no jornal Tribuna Independente. Já na categoria Webjornalismo, Lucas ficou com a segunda colocação com a reportagem “Farmácia Viva: Ufal e sabedoria popular unem-se em prol da saúde da população”. publicada no portal Tribuna Hoje.

         Esses são os primeiros prêmios como profissional (jornalista por formação) na carreira do jovem. Formado há pouco mais de dois anos. O jornalista já se destaca nas premiações do jornalismo alagoano.