sexta-feira, 9 de setembro de 2016

Padre Wendel Assunção toma posse como pároco da Catedral Diocesana De Palmeira Dos Índios-AL

Por Aderval Rodrigues Ferreira



No dia 24 de agosto de 2015, às 19:30, festa litúrgica de São Bartolomeu, Apóstolo, na Igreja Catedral de Palmeira dos Índios- AL, Sua Excelência Reverendíssima, Dom Dulcênio Fontes de Matos, Bispo Diocesano, conferiu a posse canônica ao Reverendíssimo Padre Wendel Assunção, para o ofício de Pároco.
No ensejo estavam presentes vários sacerdotes da Diocese de Palmeira dos Índios, inúmeros fiéis advindos de Paulo Jacinto e Mar Vermelho, da paróquia Nossa Senhora das Graças, onde Pe. Wendel exerceu o paroquiato por nove anos, fiéis das demais paróquias da cidade de Palmeira dos Índios e grande parte dos paroquianos da Paróquia da catedral, juntamente com os seminaristas, religiosos e autoridades civis, para recepcionarem o novo pároco.
          A santa missa começou como de costume. Após a saudação, o Vigário Geral da Diocese, Pe. Hélio Pereira, leu a provisão canônica na presença de todos. Em seguida, o Sr. Bispo entregou o documento ao Pe. Wendel, que por sua vez fez sua profissão de fé na presença do Bispo.
          Na sua homilia, Dom Dulcênio ressaltou alguns elementos sobre a figura do padre. Segundo o Bispo: “a missão do sacerdote é ser outro Cristo na terra. Para isso, Deus envia sacerdotes, apóstolos que levem a fé aos irmãos, e, com a fé, a graça divina. Como é belo ser sacerdote, ser apóstolo, a fim de proporcionar aos irmãos a luz que ilumina o caminho do céu, para dar Cristo, sendo outro Cristo.”
         Terminada a homilia, Pe. Wendel fez a renovação de suas promessas sacerdotais. Por sua vez, Dom Dulcênio entregou ao novo Pároco as chaves da igreja, as chaves do Sacrário, a pia batismal e o confessionário.  Depois disso, o referido sacerdote, fez seu juramento de fidelidade diante de seu bispo. A Celebração Eucarística prosseguiu como de costume.
         Ao fim de tudo, um ex-paroquiano de Pe. Wendel tomou a palavra e lhe fez um agradecimento, proclamando uma poesia. Em seguida, um paroquiano da Catedral, representando todo o povo dirigiu palavras de boas vindas ao novo pároco. Pe. Thiago Henrique também acolheu o novo pároco, dizendo que tinha certeza de que o povo estaria em boas mãos. Por fim, Pe. Wendel agradeceu a acolhida do seu novo rebanho e pôs-se à disposição de todos como servo e pastor.